TJMA realiza curso para capacitar Judiciário no atendimento a vítimas de assédio

29/07/2022
Ascom/TJMA

Uma pesquisa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), desenvolvida em 2021, revelou que 74,1% dos profissionais que atuam no Poder Judiciário sofreram assédio moral, colocando-se como o tipo de assédio mais recorrente, entre o total de respondentes. Em segundo lugar, está o assédio sexual, com 12,9%, seguido da discriminação em razão do gênero, com 9,7%.

Como parte da política de gestão de pessoas para evitar essas situações  – ou minimizar os efeitos perversos do assédio e da discriminação –, acolher quem sofre ou punir quem pratica, o Comitê de Enfrentamento e Prevenção do Assédio Moral, do Assédio Sexual e da Discriminação do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) realiza o curso “Assédio Moral, Sexual e Discriminação”, no período de 15 a 19 de agosto de 2022. 

O curso, realizado em parceria com a Escola Superior de Magistratura do Maranhão (Esmam), visa capacitar servidores e servidoras do Judiciário maranhense para atender os casos denunciados. Ao final do aperfeiçoamento, todos os participantes estarão aptos a receber e observar denúncias de assédios, por meio da mediação e condução dos casos e possíveis conflitos em decorrência deles. 


ANÁLISE DE PRIMEIROS CASOS

Em reunião na segunda-feira (25/7), o Comitê analisou os primeiros processos noticiados no último mês, desde a criação da Comissão. No momento, ainda informou a outros setores do TJMA, a exemplo da Divisão Médica, sobre como encaminhar, a partir de agora, os casos com indícios de assédio. 

Participaram da reunião a presidente da Comissão, desembargadora Sônia Amaral; os suplentes - juízes Douglas da Guia e Isabella Parga; a secretária Mariana Clementino; e os membros representantes (servidores e servidoras, magistrados e magistradas, sindicato) e de apoio técnico: Fábio Lima Silva, Acácio Mendonça, Patrícia Santos e Arthur Araújo Filho.

Na próxima reunião, confirmada para 30 de agosto de 2022, três estagiárias de Psicologia da Universidade Dom Bosco devem apresentar para discussão, o modelo de formulário da pesquisa que vai embasar o trabalho da Comissão. 

CURSO

Direcionado aos cargos de gestão do Tribunal de Justiça, com a tutoria de Fábia Carla Castro Alves e carga horária de 20 horas, o curso será realizado na modalidade à distância. As aulas começam em 15 de agosto de 2022.

Durante o curso, serão discutidos sobre assédio nas organizações; assédio e cultura brasileira; observar x avaliar; o eu que recebe; perfil do denunciante e abordagem a ser utilizada; recebendo o eu que denuncia – escuta, linguagem, expressões; recebendo a denúncia; perguntas necessárias e silêncio necessário; mediação e solução de conflitos; versão de sentidos; relatório técnico; e orientações gerais para abordagem com o denunciado(a) (s).

PERFIL 

Fábia Carla Castro Alves, mestranda (conclusão 2022) em Administração (FUCAPE Business Scholl), é psicóloga CRP 11/1163; graduada em Administração de Recursos Humanos; especialista em Gestão de Pessoas -MBA; especialista em ADM de Empresas MBA; e psicoterapeuta – Gestalt Terapia. 

Além disso, ela realiza palestras e treinamentos nas áreas de gestão, liderança, comunicação não violenta, propósito e missão pessoal, cultura organizacional, qualidade de vida e psicodinâmica do trabalho.

Agência TJMA de Notícias
asscom@tjma.jus.br
(98) 3198 4373

GALERIA DE FOTOS