Capitães da Areia

O Programa Capitães da Areia visa fortalecer os programas de atendimento socioeducativo contemplados na cidade de Timon por meio da colaboração do 11º BPMMA. Os policiais vinculados à corporação militar e que aderirem ao projeto serão inseridos no programa de execução de medida sócio educativa como orientadores voluntários, realizando atividades que contemplem o diálogo, a educação, o esporte, a cultura, o lazer e a profissionalização dos adolescentes, contribuindo para construção da cidadania desses sujeitos. Para além da farda, o policial será apresentado em suas outras dimensões, tendo em vista que as atividades por eles desempenhadas no projeto estarão vinculadas às suas outras habilidades, competências e formações. Para além do ato infracional, também será oportunizado ao policial conhecer as trajetórias de vida daqueles jovens, em sua maioria inseridos em contextos de vulnerabilidade social, econômica e familiar. Assim, pretende-se apoiar para que os programas de atendimento socioeducativos se tornem mais efetivos, bem como contribuir para formação de nova cultura relacional entre Juventude e Polícia Militar.

A proposta de política pública judiciária para jovens em conflito com a lei vem sendo pensada e planejada desde o mês de novembro de 2018, atravessando as fases de alinhamento, sensibilização, curso de capacitação e implantação. Em maio de 2019 ocorreu o curso de capacitação dos policiais que aderiram ao programa. No bimestre de outubro e novembro de 2019 ocorreram as atividades pertinentes à primeira turma do projeto, com a participação de dez adolescentes da liberdade assistida e da semiliberdade e vinte policias capacitados. A partir dos resultados positivos ocorridos nos encontros entre juventude e policia militar pretende-se expandir o projeto, por meio de novas turmas, realizando os ajustes necessários, especialmente ante ao momento vivenciado mundialmente, referente à pandemia.

 

GALERIA DE FOTOS