Poder Judiciário/Corregedoria/Mídias/Notícias

Judiciário em Colinas realiza série de julgamentos

24/06/2024
Michael Mesquita

O Poder Judiciário da Comarca de Colinas realizou, de 18 a 21 de junho, uma série de quatro sessões do Tribunal do Júri. Os julgamentos foram presididos pelo juiz Sílvio Alves Nascimento e ocorreram no Salão do Júri. Na primeira sessão, o réu foi Domingos Marinaldo Barbosa Bílio. Ele estava sendo acusado de prática de crime de homicídio, que vitimou Sebastião Alves Guimarães. Ao final da sessão, o conselho de sentença decidiu pela absolvição de Domingos.

Sobre o caso, destacou a denúncia que, em 30 de agosto de 2014, no povoado Memória, localidade da zona rural de Colinas, o denunciado teria matado Sebastião com um disparo de espingarda do tipo “bate-bucha”. O crime teria sido cometido por vingança, haja vista que havia a suspeita de que a vítima estava tendo um caso com a ex-mulher do denunciado.

No dia 19 de junho, foi a vez do julgamento de Raimundo Nonato Pinto de Sousa, acusado de ter matado José Maria Alves a golpes de faca. Ele foi considerado culpado pelo conselho de sentença e recebeu a pena definitiva de 16 anos de prisão. Constou no inquérito policial que o crime ocorreu em 22 de janeiro deste ano, quando o denunciado teria aplicado vários golpes de faca, pegando a vítima de surpresa enquanto ela dormia. Raimundo teria, supostamente, flagrado sua companheira na cama da vítima. Em depoimento, a mulher disse que estava separada do denunciado.

O terceiro júri, realizado no dia 20 de junho, apresentou como réu Antônio dos Reis Bezerra, julgado sob acusação de ter matado Antônio Francisco Ferreira dos Santos, fato ocorrido em 5 de fevereiro de 2017, mas a vítima faleceu somente uma semana depois. O crime ocorreu no povoado Café Gostoso, zona rural de Colinas, durante uma seresta. Antônio dos Reis foi considerado culpado pelo conselho de sentença e recebeu a pena de 13 anos de reclusão.

O último júri da série trouxe Raimundo Diones Cardoso da Silva como réu. Ele estava sendo acusado de ter matado Raimundo Nonato Ferreira Lima, que teve o corpo encontrado em 26 de julho de 2018, no povoado Jatobá. Através de depoimentos, a polícia chegou até Raimundo Diones como sendo o principal suspeito. A vítima foi morta por emboscada, levando um tiro no tórax. A motivação seria em função de um pedido de cigarro de maconha formulado pela vítima ao acusado, que se recusou a dá-lo, resultando em desentendimento. Raimundo Diones foi considerado culpado e recebeu a pena definitiva de 12 anos de prisão.

De acordo com informações da secretaria judicial de Colinas, mais três júris serão realizados no decorrer desta semana, a saber, nos dias 24, 25 e 26.

Assessoria de Comunicação
Corregedoria Geral da Justiça
asscom_cgj@tjma.jus.br

GALERIA DE FOTOS

Corregedoria

ÚLTIMAS NOTÍCIAS ver mais


NOTÍCIAS RELACIONADAS