TJMA apresenta ações de combate a violência contra a mulher, em Barreirinhas

A itinerância contou com magistrados(as) e servidores(as) empenhados(as) em prevenir relações abusivas contra as mulheres

11/11/2022
Ascom/TJMA

O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), por meio da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Cemulher), promoveu, em Barreirinhas, um carrossel de atividades com a apresentação de diversos programas e projetos da Coordenadoria no dia 4 de novembro.

A primeira ação aconteceu no início da manhã na escola Estadual Joaquim Soeiro de Carvalho e integrou as atividades do projeto “Novos Olhares, Novos Valores’’. O momento foi mediado pela assistente social Danyelle Bitencourt e pela estagiária de Serviço Social, Wanessa Souza.

Estavam presentes no local o presidente da Cemulher, desembargador Cleones Carvalho Cunha, a ouvidora nacional da Mulher do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), desembargadora Tânia Reckziegel, o juiz José Lima, o promotor de Justiça Francisco de Assis Silva Filho, o defensor público Lucas Gomes Prado Uchôa, o gestor da Escola Alberto Amorim, além dos mais de 120 alunos da escola que participaram ativamente da ação.

O projeto ‘‘Novos Olhares, Novos Valores’’ tem o objetivo de desenvolver palestras e rodas de diálogos com adolescentes da rede pública e privada de ensino, sobre valores, masculinidades e empoderamento feminino, visando prevenir relações abusivas e a violência contra as mulheres. Ao final do encontro, foram entregues cartilhas e folders do projeto.

Ainda pela manhã, o coordenador administrativo da Cemulher, Arthur Darub, e a analista de Direito, Amanda Rolim, dialogaram com servidores e servidoras do Fórum Deputado Luciano Fernandes Moreira sobre violência de gênero, Lei Maria da Penha, medidas protetivas de urgência e sobre a Rede de Atendimento à Mulher em Situação de Violência.

Essa atividade fez parte do Programa ‘‘Desperta, Maria!”, instituído pelo Ato da Presidência-GP-72019. Esse programa possui como objetivo incentivar servidoras, colaboradoras terceirizadas e magistradas a denunciarem situações de violência doméstica e familiar que estejam vivenciando ou que tenham conhecimento. Prevê ainda o acolhimento, orientações e encaminhamento aos demais órgãos e serviços que compõem a Rede de Proteção à Mulher, além da realização permanente de ações informativas sobre os direitos das mulheres.

Pela tarde, foi realizada palestra do Programa “Maria da Penha no Cotidiano”, com mulheres da comunidade e algumas representantes da Rede de Proteção à Mulher de Barreirinhas no auditório da escola Estadual Joaquim Soeiro de Carvalho. Durante a programação, executada pelo coordenador administrativo, Arthur Darub e a analista de Direito, Amanda Rolim, as pessoas presentes debateram de forma dinâmica sobre temas relevantes ao combate à violência doméstica e familiar contra as mulheres.

Ao final do encontro, foram distribuídos exemplares da cartilha informativa da Coordenadoria da Mulher do TJMA “Violência Doméstica e Familiar: o que você precisa saber”. O Programa “Maria da Penha no Cotidiano” tem o intuito de contribuir para a mudança de comportamentos sexistas e enfatizar a responsabilidade de todos e todas no enfrentamento à violência doméstica e familiar contra as mulheres.

Para encerrar as atividades do dia, homens da comunidade participaram de uma roda de diálogos, também na escola Estadual Joaquim Soeiro de Carvalho, para sensibilização e reflexão sobre o tema “Masculinidades e Violência contra a Mulher”, por meio da exibição de vídeos com relatos sobre os tipos de violências amparados pela Lei Maria da Penha, além de apresentação de estatísticas e questionamentos acerca do fenômeno. A ação mediada pela psicóloga Edla Ferreira da Cemulher, integra o programa “Homem Consciente”.

Agência TJMA de Notícias
asscom@tjma.jus.br
(98)3198-4370

GALERIA DE FOTOS