Adolescentes internos de Timon participarão de curso de inteligência emocional

Os adolescentes estão em cumprimento de medida socioeducativa
28/09/2020
Michael Mesquita

Os adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa de internação na Comarca de Timon estarão participando de um curso de inteligência emocional, Método CIS (Coaching Integral Sistêmico), nos próximos dias 3, 4, 9 10 e 11 de outubro. A transmissão será de forma online, e envolverá os adolescentes recolhidos no Centro Socioeducativo de Internação Provisória da Região dos Cocais, localizado na cidade de Timon. O curso será ministrado pelo Master Coach Paulo Vieira.

De acordo com o juiz Simeão Pereira, titular da Vara da Infância e Juventude de Timon, o curso será oferecido em computadores instalados em salas específicas, no Centro Socioeducativo de Internação Provisória de Timon, e será oportunizado aos participantes através de bolsas. Ele informou, ainda, que a participação no curso será estendida aos policiais militares do Projeto Capitães da Areia, servidores do Judiciário e da Fundação da Criança e do Adolescente. No total, 53 pessoas participarão do curso, todos com bolsas 100% gratuitas.

INICIATIVA

No último dia 23 de setembro, os juízes Simeão Pereira e José Elismar Marques, da Vara de Execução Penal, com os diretores do Presídio Jorge Vieira e da Penitenciária Regional de Timon, Ederson da Silveira Costa e Marcelo Costa Araújo, estiveram reunidos em videoconferência com o juiz da Vara de Execução Penal de Belém, Deomar Barroso. Ele já vem aplicando o Método CIS e transformando vidas de internos dos presídios da capital paraense.

A partir disso, após conhecer o exemplo positivo do que vem ocorrendo no Estado do Pará, os magistrados e os diretores avaliaram a importância de, também, aplicar o Método CIS com internos dos dois presídios de Timon, recebendo também expressivos pedidos de inscrições de servidores dos dois estabelecimentos prisionais. 

“Acreditamos que essa iniciativa impactará de forma significativa a vida de presos e adolescentes privados da liberdade, pois, segundo a metodologia do curso, busca-se provocar os alunos a mudarem suas vidas através da Inteligência Emocional, definida como a capacidade humana de se conectar com seu íntimo de forma a trazer o melhor de si e os melhores resultados, além da capacidade de se conectar com o meio social e produzir os melhores resultados nessas conexões”, entenderam os juízes timonenses.

“A ideia partiu da Vara da Infância e Juventude de Timon. O dr. Deomar iniciou o Método CIS primeiro com os internos do sistema prisional de Belém, estendendo depois para adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa de internação. Daí, convidei-o para uma videoconferência e ele compartilhou comigo, com o juiz José Elismar Marques, da Vara de Execuções Penais, e os diretores dos presídios, essa experiência de Belém. Pelo que vi, o juiz resolveu também vai aplicar o método nos presídios de Timon”, observou Simeão Pereira.

SOBRE O AUTOR E SOBRE O CURSO 

Paulo Vieira é escritor e conferencista internacional. Alcançou o título de PhD em coaching pela Florida Cristhian University (FCU) e é reconhecido como um dos mais conceituados coaches do país. É, ainda, presidente da Febracis. Ao longo dos últimos 18 anos, acumulou cerca de 10.700 horas em sessões individuais de coaching e já realizou consultoria em aproximadamente 500 empresas ao longo da sua carreira. Ele é autor dos livros “O Poder da Ação”, “Fator de Enriquecimento” e “O Poder Verdadeiro”. 

Além disso, Paulo Vieira é o criador da revolucionária metodologia do CIS (Coaching Integral Sistêmico), que já impactou mais de 300 mil pessoas ao redor do mundo. O Método CIS é considerado o futuro do coaching por ser capaz de, em um curto prazo, produzir resultados muito maiores e efetivos do que o coaching tradicional.

Através desse curso, os participantes adquirem equilíbrio e força emocional para melhorar a rotina diária, obtém alta performance pessoal e profissional sem fazer sacrifícios, eliminam a autossabotagem, realizam metas e objetivos através de estratégias simples e acabam com sintomas de traumas e vícios emocionais. Assim, o Método CIS tem o intuito de provocar os alunos a mudarem suas vidas por meio da Inteligência Emocional.



Assessoria de Comunicação
Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão
asscom_cgj@tjma.jus.br
www.facebook.com/cgjma

GALERIA DE FOTOS