Chatbot agiliza atendimentos de usuários da UMF do TJMA

13/01/2021
Ascom/TJMA

Uma forma rápida e prática de esclarecer dúvidas frequentes por meio da automação de tarefas repetitivas. Assim é o serviço Chatbot Telegram SISUMF, da Unidade de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), lançado há pouco mais de um mês com o intuito de agilizar o atendimento das demandas encaminhadas pelos usuários da Justiça ao órgão.

A ferramenta é um software que estabelece uma conversa inicial entre o usuário e um programa de computador – no caso da UMF, por meio do aplicativo Telegram – fornecendo informações inerentes a muitas situações comuns a várias pessoas que buscam esclarecimentos da unidade.

O Chatbot Telegram SISUMF,  proposto pela Divisão Estrutural Técnica da UMF e desenvolvido pela Diretoria de Informática e Automação do TJMA, possibilita a automatização do processo de atendimento feito pela Unidade de Monitoramento Carcerário e é uma ferramenta que já faz parte das operações de inteligência artificial de muitas empresas e instituições no mundo.

À época do lançamento da ferramenta, o servidor da Divisão Estrutural Técnica da UMF, Jesus Martins, responsável pela proposição do projeto, explicou que a iniciativa integra um plano de mudanças e implementações nas bases estruturais e digitais que compõem a unidade, com o objetivo de buscar a melhoria do atendimento ao usuário final e aumento de produtividade da UMF, com uma solução tecnológica prática e de custo zero.

De acordo com ele, o chatbot é trabalhado em 3 eixos: 1) Solicitante de Dados 2) Dados da Fiscalização e 3) Anexos (imagens, Documentos e etc). O Telegram foi a plataforma escolhida pelo TJMA para implementação do Chatbot, tendo em vista ser uma ferramenta já regulamentada junto à instituição, facilitando o processo de construção e garantindo a solidez a longo prazo do projeto.

O servidor destacou que o projeto se concretizou graças ao apoio e visão moderna à frente do Judiciário do desembargador Marcelo Carvalho Silva, coordenador-geral da Unidade de Monitoramento Carcerário. Também elogiou a coordenadora da UMF, Thaís Muniz, pela gestão moderna; o chefe da Divisão Estrutural da UMF, Dalton Melo, por incentivar e agilizar a iniciativa; e a Diretoria de Informática, pelo empenho para a concretização do chatbot proposto.

Agência TJMA de Notícias
asscom@tjma.jus.br

GALERIA DE FOTOS