Colesterol

O que é Colesterol?

Dr Léa Coutinho (AnalistaJudiciária - Médica do TJMA)

 

É um componente estrutural de membranas celulares em nosso corpo e está presente no coração, cérebro, fígado, intestinos, músculos, nervos e pele. O colesterol desempenha funções essenciais em nosso organismo como a produção de alguns hormônios, tais como a vitamina D, testosterona, estrógeno, cortisol e ácidos biliares que ajudam na digestão das gorduras.

No entanto, o excesso de colesterol aumenta o risco de desenvolver doenças cardiovasculares. Isso porque pode formar placas de gorduras nas paredes das artérias, dificultando o fluxo de sanguíneo ou até mesmo obstruindo a sua passagem.

 

 

Os tipos mais comuns de colesterol são:

 

HDL conhecido como colesterol bom

LDL conhecido como colesterol ruim ou mau colesterol

 

Colesterol total

Adultos maiores de 20 anos

Desejável

Menor que 200 mg/dl

Moderado

Entre 200 e 239 mg/dl

Alto

Maior que 240 mg/dl

Colesterol LDL

Adultos maiores de 20 anos

Ótimo

Menor que 100 mg/dl

Desejável

Entre 100 e 129 mg/dl

Moderado

Entre 130 e 159 mg/dl

Alto

Entre 160 e 189 mg/dl

Muito alto

Maior que 190mg/dl

Colesterol HDL

Adultos maiores de 20 anos

Desejável

Maior que 60 mg/dl

Baixo

Menor que 40 mg/dl

 

 

Sintomas e exames:

 

Colesterol alto é uma doença silenciosa, logo a sua identificação acontece somente por exames de sangue que devem ser realizados a pedido do seu médico.

 

 

Principais causas:

 

Muitos fatores podem contribuir para o aumento do colesterol, como tendências genéticas ou hereditárias, obesidade, idade, gênero, diabetes e sedentarismo. No entanto, um dos fatores mais comuns é a dieta já que 30% do colesterol do nosso organismo é proveniente de nossa alimentação. As gorduras, sobretudo a saturadas, presentes em alimentos de origem animal, contribuem para a elevação do colesterol sanguíneo.

 

 

Tratamentos e cuidados após o diagnóstico:

 

Uma dieta rica em frutas e verduras, legumes e grãos evita o aumento do colesterol, além de muita prática de exercícios físicos e vitar o fumo e o estresse, Em muitos casos está indicado o uso contínuo de medicamentos.

 

 

Complicações:

 

Colesterol alterado pode casar infarto, AVC, complicações renais, síndrome coronariana aguda, angina e trombose.