Comitê de Diversidade do TJMA funcionará em novo endereço

A nova sede foi entregue durante solenidade virtual nesta quinta
13/05/2021
Amanda Campos e Andréa Colins

O presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador Lourival Serejo, inaugurou a nova sede do Comitê da Diversidade, que passa a funcionar no Centro Guaxenduba, casarão situado na Rua de Nazaré, n°58, próximo ao Palácio da Justiça, no Centro Histórico de São Luís.

A entrega das novas instalações ocorreu por meio de solenidade virtual, na manhã desta quinta-feira (13), com transmissão pelo canal oficial do Tribunal no Youtube (youtube/tjmaoficial).

O Centro Guaxenduba passou por um processo de revitalização como parte do processo de modernização de ordem estrutural no âmbito do Poder Judiciário do Maranhão. 

Participaram do evento virtual os desembargadores Paulo Velten (corregedor-geral da Justiça), Marcelino Everton e Jorge Rachid Maluf; o juiz Marco Adriano Ramos da Fonseca e a juíza Elaile Carvalho, respectivamente coordenador e coordenadora-adjunta do Comitê e integrantes do Comitê de Diversidade do TJMA. 
 
Estavam presentes, ainda, o juiz Holídice Barros (presidente da Associação dos Magistrados do Maranhão); Jonata Galvão (secretário de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular); George Ferreira (presidente do Sindicato dos Servidores da Justiça do Maranhão/Sindjus) e Ilma Fátima de Jesus (coordenadora do Movimento Negro Unificado/MNU). 

 

SOLENIDADE VIRTUAL

O evento foi aberto pelo coordenador do Comitê de Diversidade, juiz Marco Adriano Ramos da Fonseca, que ressaltou a importância do evento na data 13 de maio, representando uma oportunidade de ressignificar este dia alusivo à abolição da escravatura no país. 

“O momento inaugura uma nova página na implementação de uma política pública judiciária, que prestigia o pluralismo que compõe a nossa sociedade maranhense e brasileira e valoriza o respeito e a promoção dos direitos humanos”, expressou o magistrado.

O juiz relembrou que a instituição do comitê é a concretização da Meta 22 definida na gestão da atual Mesa Diretora do TJMA para o biênio 2020/2022, que garante assegurar o respeito aos direitos fundamentais aos diversos grupos da sociedade e o acesso à justiça contra qualquer tipo de preconceito e violência. 

O presidente do TJMA, desembargador Lourival Serejo, falou sobre a satisfação em inaugurar as novas instalações do Comitê de Diversidade, enaltecendo a importância, a atuação e o alcance social do órgão, criado durante a sua gestão.

“Esse comitê é uma realização imensa da minha parte, enquanto presidente do TJMA. Nosso objetivo é fazermos com que a palavra democracia desça do pedestal teórico para se tornar uma prática diária. Para isso, precisamos agir, lutar pelo multiculturalismo, em nosso dia a dia”, declarou. 

Em seu discurso, o desembargador Lourival Serejo frisou que a Justiça não pode ficar alheia a diversas questões que afligem a sociedade, tais como o preconceito racial e a homofobia. “A Justiça precisa se envolver cada vez mais com o social. Afinal, estamos a serviço dos cidadãos e das cidadãs, da satisfação da população que clama por seus direitos. Esse Comitê é uma projeção da nossa disposição em efetuarmos a democracia, na prática”, observou.

COMITÊ

No Centro Guaxenduba, o comitê conta com sala de reunião para tratar de diversos projetos e ações. 

A sala possui acervo que consiste na "Estante Maria Firmina dos Reis", com produção de pesquisas, estudos e obras literárias. O móvel contém um quadro com a ilustração do desenho de Maria Firmina dos Reis, de autoria do artista maranhense Wal Paixão.

O Comitê também presta homenagem ao médico e professor Luiz Alves Ferreira (in memoriam), com quadro da foto do membro fundador do Centro de Cultura Negra do Maranhão (CCN) e da Academia Maranhense de Ciência. Doutor Quilombola, como era carinhosamente chamado, é pai da servidora Luciana Ferreira, analista judiciária e integrante do Comitê de Diversidade. 

Outras personalidades ornamentam a sala: Machado de Assis, com imagem feita a partir da campanha “Machado de Assis Real”, que recria a foto clássica e mostra o escritor negro. Além de Leandro Roque de Oliveira, quadro com a foto do rapper, cantor e compositor brasileiro, mais conhecido pelo nome artístico “Emicida”. É considerado uma das maiores revelações do hip hop do Brasil.

No comitê, estão hasteadas as bandeiras representativas das comunidades LGBTQIA+ e Transgêneros.

MÍDIAS

Durante a solenidade, foi exibido vídeo de apresentação da nova sede do Comitê de Diversidade, produzido pela Assessoria de Comunicação do TJMA.

Assista abaixo:


Agência TJMA de Notícias
asscom@tjma.jus.br
(98) 3198.4300
 

GALERIA DE FOTOS