Central Solidária arrecada e distribui mais de 200 cestas de alimentos

CENTRAL DE MANDADOS
17/12/2021
Fórum de São Luís

Em solenidade no auditório do Fórum de São Luís, que contou com a presença do corregedor-geral de Justiça, desembargador Paulo Velten, e da Diretoria do Fórum Des. Sarney Costa, foi realizada a terceira edição do projeto “Central Solidária 2021”, organizado pela Central de Mandados da Comarca da Ilha (CENMAN), em parceria com a Divisão de Serviços Gerais.

Foram arrecadadas, por meio de doações de servidores, servidoras, oficiais e oficialas de justiça, mais de 200 cestas de alimentos, para distribuir a funcionários terceirizados de prestadoras de serviços do Fórum. A diretora do órgão, juíza Andréa Perlmutter Lago, também prestigiou o evento. 

O corregedor Paulo Velten disse estar feliz com a iniciativa, que classificou como extraordinária. Segundo ele, o objetivo de toda ação pública deve ser voltado para o coletivo. “Quando todos se alinham nessa corrente solidária, a humanidade avança e a gente encontra sentido para a vida”. Para o desembargador, nada se constrói sozinho; tudo é esforço conjunto. E no caso do Poder Judiciário, “o trabalho só é possível quando todos atuam com o mesmo propósito: fazer a máquina da Justiça funcionar”, ressaltou.

Paulo Velten enalteceu o trabalho desenvolvido pela CENMAN. Na avaliação do corregedor, hoje a Central de Mandados elevou-se a um outro patamar. “Vejo que as queixas desapareceram e que o clima agora é amplamente favorável à Central de Mandados. Estou muito feliz em ver esse trabalho desenvolvido e sentir que todos se empenharam em fazer a coisa funcionar”, afirmou.

A juíza Laysa de Jesus disse que os bons resultados da Central de Mandados só foram possíveis graças ao apoio irrestrito da Corregedoria e também pela dedicação e competência do secretário da unidade. “Costumo dizer que Charles é o secretário que qualquer Central de Mandados gostaria de ter. Ele reúne não apenas o conhecimento do trabalho do oficial de justiça, mas também capacidade de gestão e liderança. Sem o trabalho dele não estaríamos comemorando esses números”, destacou.

NÚMEROS DA CENTRAL

Charles Pimentel agradeceu o apoio recebido da administração e também a cooperação dos oficiais de justiça, que têm se dedicado ao máximo pela melhoria da imagem da unidade. Ele lembra que, ao assumir a chefia da CENMAN, em maio deste ano, havia um passivo de 10.351 mandados pendentes de cumprimentos, alguns remontando a 2017. “Fizemos um plano de ação, demos apoio logístico aos oficiais de justiça e hoje não temos mais nenhum mandado atrasado, referente anos de 2017 a 2020”. Mesmo em 2021, só há mandados em mãos dos oficiais a partir de junho.

O secretário da CENMAN informou que lançou um desafio aos colegas, para que nas últimas 48 horas fossem cumpridos e devolvidos pelo menos 1.000 mandados em atraso. “O resultado é que hoje estamos a 9 mandados de cumprir essa meta, e vamos cumprir com absoluta certeza”.

Destacou o secretário também que o projeto de ação solidária da Central de Mandados, implantado desde o início da sua gestão, e que completou agora a terceira edição, é um sucesso absoluto. “Arrecadamos nesta etapa mais de 200 cestas de alimentos. Isso mostra o grau de comprometimento dos oficiais de justiça e dos servidores com a causa do próximo. Não podemos alcançar a felicidade plena, se não olharmos como irmãos aqueles que nos rodeiam”, concluiu.

Núcleo de Comunicação do Fórum Des. Sarney Costa

GALERIA DE FOTOS

Corregedoria

ÚLTIMAS NOTÍCIAS ver mais


NOTÍCIAS RELACIONADAS