Três julgamentos marcam a semana no Fórum de São Luís

23/07/2021
Priscilla Costa

Na última segunda-feira (19), Luís Antônio Nunes Azevedo foi condenado a 13 anos, um mês e 15 dias de reclusão pela tentativa de feminicídio da sua ex-companheira, Silvana de Jesus Gomes Mendes. O crime ocorreu no dia 22 de outubro de 2016, no bairro Residencial 2000, na casa da vítima, onde o acusado desferiu vários golpes de faca nas costas de Silvava Mendes que foi socorrida pelos vizinhos.

O julgamento ocorreu no salão da 4ª Vara do Júri, no Fórum de São Luís (Calhau). A sessão foi presidida pelo juiz Francisco Ferreira de Lima, que responde pela 4ª Vara do Tribunal do Júri. Na sentença, o juiz considerou a motivação do réu desfavorável “porque o crime ocorreu pelo fato do acusado não se conformar por ter a vítima rompido o relacionamento com ele depois de ter sofrido várias agressões verbais durante os anos em que viveu em união estável com o acusado".

Os jurados reconheceram a tentativa de homicídio com duas qualificadoras, meio que dificultou a defesa da vítima (golpes de faca) e feminicídio. O juiz negou ao réu o direito de recorrer em liberdade, que deverá cumprir a pena inicialmente em regime fechado.

É a terceira condenação por feminicídio no mês. No dia 5 de julho, Lucas Leite Ribeiro Porto foi condenado a 39 anos de reclusão pelo Conselho de Sentença do 4º Tribunal do Júri; no dia 8 de julho, José Ribamar Silva Saraiva foi condenado 28 anos de reclusão pelos jurados do 1º Tribunal do Júri.

O 3º Tribunal do Júri também condenou, na segunda-feira (19), Geovanne Silva Santos a nove anos e 15 dias de reclusão pela morte de Carlos Alberto Santos Lopes, ocorrida no dia 12 de maio de 2017, no bairro da Janaína. A vítima estava em casa quando o réu invadiu a residência e desferiu disparos de arma de fogo.

A pena deve ser cumprida, inicialmente, em regime fechado na Penitenciária de Pedrinhas. A sessão de julgamento foi presidida pelo juiz Flávio Roberto Ribeiro Soares que responde pela 3ª Vara do Tribunal do Júri.

Nesta sexta-feira (23), na 4ª Vara do Tribunal do Júri, está acontecendo o julgamento de Adeyllson Cardoso pelos crimes de homicídio de Natália Chayane Compasso de Paulo e tentativa de homicídio de Yuri Munhoz Crispim.
 

Núcleo de Comunicação do Fórum de São Luís.

GALERIA DE FOTOS

Corregedoria

ÚLTIMAS NOTÍCIAS ver mais


NOTÍCIAS RELACIONADAS