Núcleo de Apoio às Unidades Judiciais movimenta 6,4 mil processos em cinco meses

APOIO
14/04/2021
Helena Barbosa

O Núcleo de Apoio às Unidades Judiciais (NAUJ) da Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão (CGJ-MA) fez um balanço positivo das atividades realizadas após a reestruturação do órgão, em 2020.  Um total de 6. 455 processos com tramitação eletrônica foram apreciados, com a emissão de 1.592 sentenças, 1.348 decisões e 3.515 despachos, em pouco mais de cinco meses de atuação, até agora.

Após a reestruturação pela atual gestão da CGJ-MA, a composição do NAUJ foi reformulada e foram realizados levantamentos sobre a situação administrativa das unidades judiciais que necessitavam da intervenção do Núcleo na gestão processual, a fim de reduzir a demanda congestionada. Foram formadas duas equipes com quatro juízes em cada. Cada unidade judicial recebe uma equipe saneadora, que trabalha em período determinado, conforme estabelecido em portaria da CGJ-MA.

A nova gestão do NAUJ, coordenada pelo juiz Rodrigo Nina, teve início em 19 de outubro do ano passado. Desde então, as equipes do NAUJ já passaram pelas comarcas da Ilha (2ª Vara da Fazenda Pública e 7ª Vara Cível de São Luís), Imperatriz (2ª e 4ª Vara Cível) e Lago da Pedra (1ª Vara).

Segundo o juiz, a divisão do trabalho em duas equipes permitiu ao NAUJ atuar em duas frentes, em mais de uma unidade judicial ao mesmo tempo, otimizando os trabalhos. “Esse resultado foi obtido graças ao empenho de todos os colegas que compõem a equipe do NAUJ e dos seus assessores e servidores lotados no Núcleo, que, com bastante disposição e trabalhando em ritmo acelerado se pudesse dar o apoio à unidade e oferecer a prestação jurisdicional no menor tempo possível”, disse o coordenador.

Para o corregedor-geral da Justiça, desembargador Paulo Velten, no atual momento em que o país atingiu o auge da crise sanitária, os magistrados e magistradas estão sendo obrigados a dar continuidade à prestação jurisdicional atuando remotamente, de modo a manter o ritmo das atividades essenciais da Justiça e cumprir as metas de desempenho estipuladas pelo Judiciário nacional.

“É necessário invocarmos o melhor de nossas vocações, disciplina de trabalho, com foco e força total no aumento significativo da nossa produtividade geral. Essa é, sem dúvida, a melhor maneira de honrarmos nosso compromisso com a sociedade que nos remunera e homenagearmos as famílias enlutadas e a todos aqueles que estão no front de batalha, que lutam pela sobrevivência e que guardam a esperança num futuro melhor. Os valorosos colegas do NAUJ representam muito bem esse espírito da magistratura maranhense no atual momento histórico", declarou o corregedor maranhense.

NAUJ

O NAUJ é composto pelos juízes Rodrigo Costa Nina (coordenador), Alessandro Bandeira Figueiredo, Larissa Tupinambá Castro, Marcelo Matos e Oka (equipe 1), Antonio Agenor Gomes, Márcio Cutrim Campos, Rogério Tognon Rondon e Gisele Ribeiro Rondon (equipe 2). Os juízes João Pereira Neto e José Ribamar Serra já compuseram o Núcleo.

A reestruturação do NAUJ durante a gestão do corregedor-geral da Justiça, desembargador Paulo Velten, foi realizada por meio do Provimento nº 45/2020, que disciplinou as visitas técnicas.

O NAUJ tem como objetivo implementar ações de apoio e orientação às unidades judiciais de 1º grau, por determinação do corregedor-geral da Justiça, com vistas a reduzir o volume de processos, prevenir a formação de acervo, atuar no cumprimento das metas prioritárias estabelecidas pela CGJ- MA e as metas nacionais monitoradas pelo Conselho Nacional de Justiça, por meio do auxílio aos gabinetes e secretariais do primeiro grau de jurisdição do Poder Judiciário do Maranhão.

Assessoria de Comunicação
Corregedoria Geral da Justiça
asscom_cgj@tjma.jus.br
asscomcgj@gmail.com

GALERIA DE FOTOS