Portal do Poder Judiciário do Estado do Maranhão

BG Comunicados
Clique para fechar

ATENDIMENTO PSICOSSOCIAL

VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO NESSE ISOLAMENTO! A Divisão Psicossocial está à sua disposição. Agende uma conversa com nossos psicólogos. Reforce um pensamento positivo, construa uma barreira mental diante das ameaças que essa situação pode causar. Estamos esperando seu contato! Utilize seu e-mail institucional e solicite um agendamento em: divpsico@tjma.jus.br

Clique para fechar

PRAZO DE RENOVAÇÃO DO AUXÍLIO-SAÚDE DE ABRIL E MAIO/2020 É PRORROGADO

Considerando o Ato da Presidência – GP 322020 e a Portaria-Conjunta - 142020, a diretoria de Recursos Humanos comunica que o prazo de renovação do auxílio-saúde de servidores, magistrados ativos e inativos que integram a lista de renovação nos meses de Abril e Maio/2020, disponível no LINK http://www.tjma.jus.br/tj/visualiza/sessao/629/publicacao/108126, será prorrogado até o dia 30/06/2020.  

Busca ▼
Aula inaugural do Projeto “Marias em Ação” teve início na Escola Emésio Dário Araújo (Foto: Orquídea Santos)

Aula inaugural do Projeto “Marias em Ação” teve início na Escola Emésio Dário Araújo (Foto: Orquídea Santos)

CEMULHER | Aberto curso de capacitação da primeira turma do Projeto ‘Marias em Ação’

15
OUT
2019

10:26

A Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Maranhão (Cemulher), iniciou, nessa segunda-feira (14), na escola Unidade Integrada Emésio Dário Araújo (avenida Sol Nascente/Divineia), curso de capacitação da primeira turma do Projeto “Marias em Ação”, com a participação de 30 mulheres do território do Turu.

O curso tem carga horária de 20h. A aula inaugural foi ministrada pelo Comissário da 1ª Vara da Mulher, Magdiel Pacheco, que falou sobre “Noções Fundamentais de Direitos Humanos e Direitos das Mulheres”.

O projeto “Marias em Ação” -  idealizado pela presidente da Cemulher, desembargadora Angela Salazar - visa capacitar lideranças comunitárias femininas que já têm alguma trajetória de liderança na comunidade. O objetivo é capacitar também jovens com esse potencial para executarem ações garantidoras dos direitos humanos das mulheres e de enfrentamento à violência doméstica e familiar, através de orientações individuais ou coletivas para facilitar os caminhos de acesso à justiça.

A psicóloga responsável técnica pelo projeto da Cemulher, Edla Ferreira, explica que as mulheres serão multiplicadoras das informações na comunidade e parceiras da rede institucional.

“As instituições que já trabalham no território vão ter essas mulheres como parceiras para futuras campanhas, atividades e ações educativas. Elas vão ser parceiras aqui do território depois de capacitadas pelo Projeto”, comentou.

Edla Ferreira afirmou que o Projeto “Marias em Ação” – executado em parceria com a Secretaria da Criança e Assistência Social do Município de São Luís, por meio do Acordo de Cooperação Técnica nº 03/2019 – vai funcionar em três territórios de São Luís. Ela disse que o projeto iniciou este ano no território do Turu, que envolve os 20 bairros em torno dessa área.

PROGRAMAÇÃO

Na programação do curso consta palestra “Violência de Gênero/Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher” nesta terça-feira (15), palestra “Lei Maria da Penha e as Medidas Protetiva de Urgência” e atividade em grupo na quarta-feira (16).

Na próxima quinta-feira (17), acontece a palestra “Rede de Proteção e Atendimento à Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar”, atividade em grupo, além de visita ao CREAS.

Na sexta-feira – último dia da capacitação – as mulheres farão visitas institucionais na Casa da Mulher Brasileira e na 1ª Vara da Mulher, no Fórum de São Luís, encerrando com Certificação no Centro Administrativo.

Estiveram presentes na aula inaugural, o coordenador substituto da Cemulher, Francisco Gomes, e a assistente social Josemary Almeida, integrantes da equipe da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica.


Orquídea Santos
Comunicação Social do TJMA
asscom@tjma.jus.br
(98) 3198 4370

 

Para acompanhar as notícias do Poder Judiciário, siga o nosso Twitter e curta nossa página no Facebook.

aspas É permitida a reprodução do conteúdo publicado neste espaço, desde que citada a fonte.aspas2