Portal do Poder Judiciário do Estado do Maranhão

BG Comunicados
Clique para fechar

ATENDIMENTO PSICOSSOCIAL

VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO NESSE ISOLAMENTO! A Divisão Psicossocial está à sua disposição. Agende uma conversa com nossos psicólogos. Reforce um pensamento positivo, construa uma barreira mental diante das ameaças que essa situação pode causar. Estamos esperando seu contato! Utilize seu e-mail institucional e solicite um agendamento em: divpsico@tjma.jus.br

Clique para fechar

PRAZO DE RENOVAÇÃO DO AUXÍLIO-SAÚDE DE ABRIL E MAIO/2020 É PRORROGADO

Considerando o Ato da Presidência – GP 322020 e a Portaria-Conjunta - 142020, a diretoria de Recursos Humanos comunica que o prazo de renovação do auxílio-saúde de servidores, magistrados ativos e inativos que integram a lista de renovação nos meses de Abril e Maio/2020, disponível no LINK http://www.tjma.jus.br/tj/visualiza/sessao/629/publicacao/108126, será prorrogado até o dia 30/06/2020.  

Busca ▼
Desª Erotides Kneip, juíza Larissa Tupinambá, Desª Angela Slazar, Maria Cristiana Ziouva, Des. Carlos Alberto Alves da Rocha e  Edla Ferreira.

Desª Erotides Kneip, juíza Larissa Tupinambá, Desª Angela Slazar, Maria Cristiana Ziouva, Des. Carlos Alberto Alves da Rocha e Edla Ferreira.

VIOLÊNCIA CONTRA MULHER | Coordenadoria do TJMA apresenta projetos no I COCEVID, em MT

I Encontro do Colégio de Coordenadorias da Mulher em Situação de Violência Doméstica do Judiciário Brasileiro foi prestigiado por conselheiras do CNJ.

11
OUT
2019

09:35

Representantes da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar – CEMULHER, inclusive a presidente da Comissão, desembargadora Angela Salazar, participaram do I Encontro do Colégio de Coordenadores da Mulher em Situação de Violência Doméstica do Poder Judiciário Brasileiro – COCEVID, realizado no Tribunal de Justiça do Mato Grosso, em Cuiabá (MT), no mês de setembro. O evento reuniu coordenadores de todo o país e proporcionou diálogos e troca de experiências.

Além da desembargadora Angela Salazar, participaram a juíza Larissa Rodrigues Tupinambá Castro (titular da 3ª Vara da Comarca de Pedreiras e juíza assessora da CEMULHER) e a psicóloga Edla Ferreira (da equipe multidisciplinar da Coordenadoria).

A organizadora do I COCEVID e presidente do Colégio de Coordenadores, desembargadora do TJMT Erotides Kneip, recebeu a todos com grande entusiasmo, acompanhada pelo presidente do Tribunal de Justiça do Mato Grosso, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha. A programação do evento contemplou palestras, painéis sobre a gestão das Coordenadorias Estaduais da Mulher dos Tribunais de Justiça com a apresentação das experiências e boas práticas, debates, elaboração e assinatura da Carta de Cuiabá, com encaminhamentos para a ação continuada do Colégio de Coordenadores da Mulher em Situação de Violência Doméstica do Poder Judiciário Brasileiro.

Durante a abertura do evento, a conselheira do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Maria Tereza Uile Gomes, proferiu a palestra “Gestão Integrada de Dados e plano de ação para reduzir ou prevenir a judicialização”. E todo o encontro do COCEVID foi acompanhado pela também conselheira do CNJ, Maria Cristiana Simões Amorim Ziouva, atual supervisora da Política Judiciária Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres (instituída pela Resolução CNJ nº 254/2018).

PROJETOS MARANHENSES – A presidente da CEMUHER do TJMA, desembargadora Angela Salazar, apresentou os projetos desenvolvidos pela Coordenadoria no Estado do Maranhão na mesa de trabalho sobre a Gestão das Coordenadorias, ao lado das experiências dos Tribunais do Acre e do Paraná. O Maranhão também apresentou seus trabalhos através de banners e materiais educativos expostos em estande no período do evento, no hall de entrada do prédio do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

Comunicação Social do TJMA
asscom@tjma.jus.br
(98) 3198-4300

Para acompanhar as notícias do Poder Judiciário, siga o nosso Twitter e curta nossa página no Facebook.

aspas É permitida a reprodução do conteúdo publicado neste espaço, desde que citada a fonte.aspas2