Portal do Poder Judiciário do Estado do Maranhão

BG Comunicados
Busca ▼
Convênio foi assinado pelos desembargadores Joaquim Figueiredo e Froz Sobrinho, e a reitora da UFMA, Nair Portela (Foto: Orquídea Santos)

Convênio foi assinado pelos desembargadores Joaquim Figueiredo e Froz Sobrinho, e a reitora da UFMA, Nair Portela (Foto: Orquídea Santos)

FORMAÇÃO | Convênio com a UFMA garante vagas para juízes e servidores do TJMA na especialização em Gestão Judiciária

Edital será lançado ainda em setembro e as aulas terão início em novembro

20
SET
2019

11:46

Por meio de acordo celebrado nesta sexta-feira (20), juízes e demais servidores do Judiciário terão acesso ao curso de especialização, na modalidade presencial, em Gestão Judiciária da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), nos polos acadêmicos de São Luís e Imperatriz. São 100 vagas, a serem distribuídas igualmente entre as duas turmas.

O termo de cooperação técnica, proposto pela Escola Superior da Magistratura (ESMAM), foi assinado pelos desembargadores José Joaquim Figueiredo dos Anjos (presidente do Tribunal de Justiça) e Froz Sobrinho (diretor da ESMAM), e a reitora da UFMA, professora doutora Nair Portela Silva Coutinho.

“Estamos diante de uma realidade dinâmica, que muda a cada segundo. Precisamos vencer a superficialidade e buscar o conhecimento, viver novas experiências, ampliar a visão de mundo. Com mais essa oportunidade de formação, caminhamos para o aperfeiçoamento dos serviços que o Tribunal presta à sociedade”, disse o desembargador José Joaquim Figueiredo.

A iniciativa integra as ações do Programa de Pesquisa e Pós-Graduação, instituído em abril deste ano, constituído por atividades de ensino, em nível de pós-graduação e pesquisas, promovidos diretamente pela ESMAM ou por cooperação junto a instituições parceiras.

O desembargador Froz Sobrinho destacou o empenho do presidente para a execução do projeto e informou que a previsão é fazer a interiorização das ações de formação acadêmica da ESMAM, ampliando a oferta de cursos pós-graduação nos vários polos judiciais.

“É um curso proposto pela ESMAM, com a consultoria da UFMA, formatado especificamente para gestão no âmbito da Justiça. Nossos juízes e outros profissionais do quadro serão especialistas em Gestão Judiciária, sendo qualificados para compreender o mecanismo da administração que garante a excelência na prestação jurisdicional agora e no futuro”, explicou o magistrado.

A reitora da UFMA falou da satisfação em atender ao Tribunal nessa ação formativa e reiterou que a intenção é constituir novas turmas. “Essa formação é a expressão da mudança, que será refletida na produção acadêmica de cada participante e numa nova forma de fazer a administração judiciária”, concluiu.

ENTENDA O CONVÊNIO

As normas para acesso ao curso serão definidas em Edital a ser publicado pela ESMAM ainda em setembro, com inscrições e seleção durante o mês de outubro. As aulas devem ter início em novembro de 2019.

As turmas cumprirão carga horária total de 360 horas (18 meses), para realização de atividades docentes, avaliações e defesa do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). As atividades presenciais do curso serão ministradas nas dependências da UFMA, em São Luís e Imperatriz. 

CUSTOS

O TJMA e a ESMAM, através do Fundo Especial da Escola Superior da Magistratura (FESMAM), custearão 50% do valor das mensalidades dos profissionais inscritos. Os outros 50% serão pagos pelos alunos selecionados, mediante desconto mensal em folha de pagamento do TJMA.

Os valores serão divididos em 18 parcelas de R$ 183,00 para discentes da Turma 1 (São Luís), e R$ 209,76 para os inscritos na Turma 2 (Imperatriz).

Também participaram da assinatura do convênio o juiz Adolfo Pires da Fonseca (comarca de Imperatriz) e os professores Lucylea Gonçalves França (UFMA), Marcelo de Carvalho Lima (UFMA), o servidor Ariston Apoliano Júnior e o diretor-geral do TJMA, Mário Lobão.

Comunicação ESMAM

(esmam@tjma.jus.br)
(98) 3198 4370

 

Para acompanhar as notícias do Poder Judiciário, siga o nosso Twitter e curta nossa página no Facebook.

aspas É permitida a reprodução do conteúdo publicado neste espaço, desde que citada a fonte.aspas2