Portal do Poder Judiciário do Estado do Maranhão

BG Comunicados
Busca ▼
José de Ribamar Castro agradeceu aos colegas de plenário pela vitória por maioria. (Foto: Ribamar Pinheiro)

José de Ribamar Castro agradeceu aos colegas de plenário pela vitória por maioria. (Foto: Ribamar Pinheiro)

ELEITORAL | Desembargador Ribamar Castro é eleito membro substituto do TRE-MA

15
MAI
2019

11:13

O desembargador José de Ribamar Castro foi eleito, por maioria de votos, membro substituto do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA), “na categoria de Desembargador”, em sessão plenária administrativa do Tribunal de Justiça do Maranhão, nesta quarta-feira (15).

O cargo estava vago em razão da posse do desembargador Tyrone José Silva no cargo de vice-presidente e corregedor geral da Corte eleitoral. Antes da votação, havia três candidatos ao cargo: os desembargadores Marcelino Everton, José de Ribamar Castro e Luiz Gonzaga Filho.

Marcelino Everton lembrou que abriu mão da candidatura em outras ocasiões, mas foi incentivado por alguns colegas a concorrer e se colocou à disposição da Corte.

José de Ribamar Castro disse que o ingresso no TRE, onde já esteve como juiz, é um desejo de todo magistrado e uma forma de contribuir com a Justiça eleitoral. Luiz Gonzaga abriu mão da candidatura e adiantou que pretende concorrer à vaga na próxima eleição.

O decano do TJMA, desembargador Bayma Araújo, convidado pelo presidente da Corte, desembargador Joaquim Figueiredo, para apurar os votos, convidou o desembargador José Luiz Almeida para fiscalizar a apuração.

Feita a contagem, José de Ribamar Castro obteve 19 votos, contra 6 dados a Marcelino Everton. Houve um voto em branco.

UM ANO

Após a eleição, Castro agradeceu aos colegas de plenário pela vitória por maioria e disse que, caso alcance o cargo de vice-presidente e corregedor da Corte eleitoral, pretende passar somente um ano, enfatizando que não tem pretensão de ser presidente do TRE.

Comunicação Social do TJMA
asscom@tjma.jus.br
(98) 3198.4300

 

Para acompanhar as notícias do Poder Judiciário, siga o nosso Twitter e curta nossa página no Facebook.

aspas É permitida a reprodução do conteúdo publicado neste espaço, desde que citada a fonte.aspas2