Portal do Poder Judiciário do Estado do Maranhão

BG Comunicados
Busca ▼
A medida seguiu a Resolução n° 41/2017 do Tribunal de Justiça do Maranhão (Foto: Ribamar Pinheiro)

A medida seguiu a Resolução n° 41/2017 do Tribunal de Justiça do Maranhão (Foto: Ribamar Pinheiro)

RESOLUÇÃO | Aprovada agregação das comarcas de Tasso Fragoso e Sucupira do Norte às de Mirador e Balsas

27
OUT
2017

10:50

O Pleno do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) aprovou a Resolução n° 55/17, determinando a agregação das comarcas de Sucupira do Norte e Tasso Fragoso – ambas de entrância inicial - às comarcas de Mirador (entrância inicial) e de Balsas (entrância intermediária), respectivamente.

A medida seguiu a Resolução n° 219/2016, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) – que dispõe sobre a distribuição de servidores, de cargos em comissão e de funções de confiança nos órgãos do Poder Judiciário de Primeiro e Segundo Graus – e a Resolução nº 41/2017 do TJMA – que dispõe sobre a agregação de comarcas do Poder Judiciário do Estado do Maranhão.

O presidente do TJMA, desembargador Cleones Carvalho Cunha, justificou a necessidade da medida de agregação das duas comarcas que, após a redistribuição de cargos determinada pela Resolução n° 219/16 do CNJ, ficariam com apenas três servidores cada uma, inviabilizando o funcionamento e os custos de sua manutenção.

O desembargador esclareceu que a agregação não significa que as comarcas serão extintas, tratando-se de uma medida temporária que pode ser desfeita quando possível. Ele informou ainda que os servidores serão consultados sobre a relotação de comarcas, porém ressaltou que a vontade pessoal não deverá prevalecer sobre a conveniência da administração. “Todas as situações serão procedidas da melhor forma possível para não prejudicar os servidores”, explicou.

AGREGAÇÃO – Segundo a Resolução n° 41/2017 – que dispõe sobre a agregação de comarcas no âmbito do Poder Judiciário maranhense – a medida se aplicará sobre comarcas deficitárias de entrância inicial, cuja distribuição processual seja inferior a 50% da média de casos novos por unidades judiciais da mesma entrância, no último triênio; e onde o quantitativo de servidores efetivos seja inferior a quatro - segundo a lotação paradigma estabelecida na Resolução n° 219/16-CNJ.

Os servidores da comarca agregada serão removidos para a comarca agregadora ou outra unidade judiciária, de acordo com a necessidade da Administração e a Resolução nº 219.

No último triênio, a média de distribuição de processos novos na entrância inicial foi de 1.188 processos, de forma que o critério para agregação de comarcas incide sobre aquelas com distribuição inferior a 594 processos (50% da média).

A Comarca de Tasso Fragoso apresentou a média de 442 processos distribuídos no triênio, enquanto Sucupira do Norte obteve a média de 586.

 

Juliana Mendes

Assessoria de Comunicação do TJMA

asscom@tjma.jus.br

(98) 3198-4370

Para acompanhar as notícias do Poder Judiciário, siga o nosso Twitter e curta nossa página no Facebook.

aspas É permitida a reprodução do conteúdo publicado neste espaço, desde que citada a fonte.aspas2