Portal do Poder Judiciário do Estado do Maranhão

BG Comunicados
Clique para fechar

NÃO HAVERÁ SESSÃO DA 1ª CÂMARA CÍVEL NO DIA 19/10

A Coordenadoria da Primeira Câmara Cível o Tribunal de Justiça informa que, devido ao afastamento legal dos desembargadores Jorge Rachid Mubárac Maluf e Kléber Costa Carvalho, não haverá sessão de julgamentos da referida Câmara, no dia 19.10.2017. Coordenadoria da 1ª CCI. (98) 3198.4342

Clique para fechar

Não ocorrerá sessão da Primeira Câmara Cível na quinta-feira (19)

A Diretoria Judiciária informa que não ocorrerá sessão ordinária de julgamento da Primeira Câmara Cível Isolada, agendada para quinta-feira (19).  

Busca ▼
Mais de uma tonelada e meia de material reciclado é recolhida pelo TJMA. Foto: Asscom TJMA

Mais de uma tonelada e meia de material reciclado é recolhida pelo TJMA. Foto: Asscom TJMA

Judiciário maranhense doa 1,6 tonelada de resíduos sólidos para reciclagem

10
ABR
2017

11:48

O Judiciário maranhense coletou, nos meses de fevereiro e março de 2017, um total de 1,6 tonelada de resíduos sólidos, entre garrafas pet, papelão, papel e plástico. O material reciclável foi recolhido pela Cooperativa de Reciclagem de São Luís (Coopresl, na sede do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), Corregedoria Geral da Justiça (CGJ-MA), Centro Administrativo, Fórum de São Luís e Escola da Magistratura do Maranhão (ESMAM).

A coleta seletiva solidária, de iniciativa do Núcleo de Gestão Socioambiental do TJMA, foi iniciada em julho de 2016 e faz parte do processo de implantação da Gestão de Resíduos do Judiciário maranhense, que atende a uma das metas previstas no Plano de Logística Sustentável do Judiciário maranhense, de acordo com a Resolução nº 201/15 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A logística inclui a separação, o armazenamento e a entrega para a cooperativa, por meio de mão de obra terceirizada, e tem o apoio da Diretoria Administrativa e das coordenações administrativas da CGJ/MA e do Fórum.

O trabalho de colaboração e conscientização das ações que integram o PLS é coordenado pelo Núcleo Socioambiental, que faz parte da Comissão Gestora do Plano de Logística Sustentável (PLS), presidida pelo desembargador Jorge Rachid.

Com as sensibilizações e capacitações realizadas pelo Núcleo Socioambiental, os servidores terceirizados passaram a recolher, separar armazenar os resíduos dos setores até a coleta, o que levou o Judiciário maranhense a descartar seus resíduos de forma ambientalmente correta, conforme a Lei 12.305/10 (Política Nacional de Resíduos Sólidos).

A proposta do Núcleo é iniciar, neste primeiro semestre de 2017, a separação dos resíduos dentro dos setores e, também, coletar resíduos eletrônicos, como pilhas e baterias, a partir da parceria firmada com o programa EcoCemar.

O Núcleo Socioambiental esclarece que a coleta seletiva é uma forma de os servidores e órgãos públicos contribuírem para o descarte ambientalmente correto e uma maior vida útil dos aterros, que deixam de receber mais resíduos, mediante a separação desde a sua origem até a reciclagem dos materiais, que deixam de ir para o “lixo comum” e passam a ser fonte de renda para os catadores.

Coleta Solidária – De acordo com o Decreto nº 5.940/06, os órgãos públicos devem implantar a coleta seletiva solidária, que consiste na doação de resíduos recicláveis gerados por órgãos e entidades da administração pública para cooperativas ou associações de catadores de recicláveis. Por meio dessa iniciativa, o TJMA contribuiu para a melhoria da renda dos 14 catadores da Coopresl, cujo rendimento mensal passou de R$ 100 para aproximadamente R$1 mil.

O Plano de Logística Sustentável está vinculado às metas do Planejamento Estratégico do TJMA (2016-2020), que prevê o fomento de ações institucionais, promovendo a responsabilidade socioambiental. Ele baseia-se nos principais eixos de sustentabilidade apresentados pelo CNJ – na parte que trata do uso racional de energia, água e materiais, além da destinação adequada dos resíduos sólidos, qualidade de vida no ambiente de trabalho, capacitação, compras e contratações sustentáveis.

 

Assessoria de Comunicação do TJMA

asscom@tjma.jus.br

(98) 3198-4370 

Para acompanhar as notícias do Poder Judiciário, siga o nosso Twitter e curta nossa página no Facebook.

aspas É permitida a reprodução do conteúdo publicado neste espaço, desde que citada a fonte.aspas2