Portal do Poder Judiciário do Estado do Maranhão

BG Comunicados
Clique para fechar

NÃO HAVERÁ SESSÃO DA 1ª CÂMARA CÍVEL NO DIA 19/10

A Coordenadoria da Primeira Câmara Cível o Tribunal de Justiça informa que, devido ao afastamento legal dos desembargadores Jorge Rachid Mubárac Maluf e Kléber Costa Carvalho, não haverá sessão de julgamentos da referida Câmara, no dia 19.10.2017. Coordenadoria da 1ª CCI. (98) 3198.4342

Clique para fechar

Não ocorrerá sessão da Primeira Câmara Cível na quinta-feira (19)

A Diretoria Judiciária informa que não ocorrerá sessão ordinária de julgamento da Primeira Câmara Cível Isolada, agendada para quinta-feira (19).  

Busca ▼
A Comissão de Informática avaliou as metas para os próximos dois anos

A Comissão de Informática avaliou as metas para os próximos dois anos

TJMA tem 62% de processos distribuídos pelo Processo Judicial Eletrônico

Até o final de 2017, todas as unidades de entrâncias intermediária e final deverão estar funcionando com o PJe.

14
MAR
2017

12:23

A distribuição de 62% dos processos que chegam ao Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) está sendo feita eletronicamente (sem uso de papel). Para atingir o índice, a Diretoria de Informática concluiu, no final de 2016, a implantação do Sistema PJe em 52 varas e juizados especiais de 19 comarcas, além de 18 unidades judiciais de 2º Grau. A previsão é que até o final deste ano, o sistema processual eletrônico esteja ativo em 100% das unidades de entrâncias intermediária e final.

Em 2016, o índice de casos novos eletrônicos atingiu 37% - 128.376 dos 353.266 processos distribuídos no Maranhão. A previsão para 2017 é que o percentual de processos eletrônicos distribuídos corresponda a 58% do total. Com a execução do cronograma de 2017 - que prevê a implantação do processo judicial eletrônico, em mais 47 varas de 26 comarcas - o incremento será de 22%, atingindo um percentual de 80% a partir de janeiro de 2019.

Os avanços foram apresentados pelo diretor Paulo Rocha Neto aos membros da Comissão de Informática - desembargadores Jorge Rachid (presidente), José Joaquim Figueiredo, Froz Sobrinho e Jamil Gedeon.

A implantação do sistema, no Judiciário maranhense, iniciou em 2013, com o projeto-piloto no Juizado da Fazenda Pública de São Luís. Em 2014, todos os juizados também foram inseridos no meio eletrônico. No âmbito do Tribunal, a implantação foi iniciada em 2015.

Nas 2ª, 4ª e 5ª Varas da Fazenda Pública de São Luís, concentra-se o maior número de ações eletrônicas, com 7.932, 7.913 e 7.910 processos, respectivamente. Nessas unidades, todos os atos já se apresentam virtualmente. Atualmente, 17.978 usuários utilizam o sistema na Justiça estadual, entre advogados, servidores, magistrados, procuradores e promotores.

O Processo Judicial Eletrônico (PJe) é um sistema de tramitação eletrônica de ações judiciais, desenvolvido em 2010, e distribuído pelo CNJ para modernizar o funcionamento da Justiça brasileira. Ao permitir a movimentação de processos em meio virtual, representa a principal ferramenta do Judiciário para abolir a dependência do papel, reduzir o custo da Justiça e atender à exigência constitucional de duração razoável do processo.

 

Assessoria de Comunicação do TJMA

asscom@tjma.jus.br

(98) 3198-4370
 

Para acompanhar as notícias do Poder Judiciário, siga o nosso Twitter e curta nossa página no Facebook.

aspas É permitida a reprodução do conteúdo publicado neste espaço, desde que citada a fonte.aspas2