Novo tema de campanha do TJMA é sobre dores osteomusculares

Médica Pollyana Soares, do Tribunal, conta que as dores podem representar algum tipo de lesão ou estar associadas a doenças sistêmicas
19/10/2020
Paulo Lafene

Você pode até não fazer ideia do que sejam dores osteomusculares, mas é provável que já tenha sentido os efeitos de uma delas. De acordo com a nova cartilha de saúde pública, elaborada pela equipe da Divisão Médica do Tribunal de Justiça do Maranhão para a campanha de prevenção a doenças, a dor lombar baixa é o exemplo mais comum dessa condição.

A cartilha Dores Osteomusculares, de autoria da médica pediatra e analista judiciária do Tribunal, Pollyana Ferreira Soares, cita, como outros exemplos, tendinites, síndrome do túnel do carpo, bursites, artrites, artroses, mialgias, síndrome miofascial e fraturas.

A apresentação feita pela Divisão Médica traz o alerta de que observações feitas por meio da análise dos exames anuais de saúde demonstram alterações nas avaliações dos servidores do Judiciário.

AVALIAÇÃO MÉDICA

Segundo a cartilha, as dores osteomusculares por uso excessivo afetam 33% dos adultos e são responsáveis por 29% de atrasos e faltas no trabalho. A dor lombar baixa é a condição mais prevalente e mais comumente relacionada ao trabalho na sociedade ocidental.

No texto, Pollyana Soares conta que, como as dores podem – na maioria das vezes – representar algum tipo de lesão ou estar associada a doenças sistêmicas, necessitam sempre de avaliação médica. A médica detalha na cartilha os fatores que os médicos primeiramente avaliam, ao tentarem estabelecer a causa das dores osteomusculares. 

“Determinar esses fatores fornece pistas importantes sobre qual distúrbio, provavelmente, está causando a dor. Os meédicos fazem um exame físico, exames de laboratório e/ou exames de imagem (raios-x, tomografia computadorizada, ressonância nuclear magnética) para ajudar a avaliação e detectar outros achados importantes que podem ajudar a definir a causa da dor”, explica a profissional da Divisão Médica do TJMA.

Outros fatores também são citados na cartilha, que ainda traz informações sobre tipos de tratamento e sobre medidas de prevenção no dia a dia, já que as dores osteomusculares podem estar relacionadas ao trabalho.

CARTILHA

O conteúdo completo da cartilha ilustrada sobre dores osteomusculares está disponível AQUI ou no anexo, ao final da matéria.

PROMOÇÃO DA SAÚDE

Com a cartilha Dores Osteomusculares, a Divisão Médica do Tribunal de Justiça do Maranhão encerra uma campanha com informações sobre doenças mais frequentes na população brasileira, com o propósito de contribuir para a promoção da saúde dos servidores, magistrados do Judiciário estadual e seus dependentes.

A campanha foi divulgada por e-mail, contendo cartilhas anexadas, para todo o público interno, a partir da análise dos exames anuais de saúde destas pessoas, e passou a ser compartilhada para o público em geral, pelo site e pelas redes sociais do Tribunal de Justiça do Maranhão, para que todos os leitores tivessem acesso às informações.

OUTRAS CARTILHAS 

As seis primeiras cartilhas divulgadas foram sobre Diabetes Mellitus, Hipertensão, Obesidade, Dislipidemia, Obesidade Infantil e Infarto. A chefe da Divisão Médica, Keila Lígia de Melo, contou com a colaboração de todos os médicos do setor, que elaboraram textos sobre doenças prevalentes na população. 

A intenção da equipe da Divisão Médica é expandir o conhecimento sobre saúde e promover maiores níveis de prevenção a doenças crônicas, tais como diabetes, hipertensão, colesterol alto e outras doenças cardiovasculares, para que todos os servidores e magistrados possam desfrutar de um maior nível de qualidade de vida.

Você pode ler o conteúdo completo da sétima e última cartilha da campanha no arquivo em anexo, logo abaixo.

Comunicação Social do TJMA
asscom@tjma.jus.br

GALERIA DE FOTOS

DOWNLOADS