Mostra reúne talentos do Judiciário nos 35 anos da ESMAM

A 14ª edição da ESMAM Cultural aconteceu no Golden Shopping Calhau
13/11/2021
Irma Helenn Cabral

A 14ª edição da Mostra Cultural do Judiciário do Maranhão levou ao palco música, poesia, e também celebrou as artes plásticas e a fotografia, em 18 produções de profissionais que atuam no Tribunal de Justiça. A noite de comemorações, na praça de eventos do Golden Shopping, em São Luís, marcou o aniversário de 35 anos da Escola Superior da Magistratura (ESMAM), nesta sexta-feira (12).

Na abertura da ESMAM Cultural, o presidente do TJMA, desembargador Lourival Serejo, disse que a mostra é uma noite para expandir a alegria, em ambiente diferente da rotina diária e do envolvimento com processos e a burocracia habitual. “Estamos felizes por poder nos confraternizar nesses 35 anos da ESMAM e conhecer os talentos inscritos na nossa Exposição Pratas da Casa”, destacou.

VEJA O ÁLBUM COM OS MELHORES MOMENTOS

Esmam Cultural 14ª Edição

(fotos: Ribamar Pinheiro)

ESMAM CULTURAL 2021

(fotos: Meirelles Júnior)

Emocionado, o diretor da ESMAM, desembargador José Jorge Figueiredo dos Anjos, disse estar orgulhoso de ser o gestor da escola judicial nos seus 35 anos de fundação e acrescentou que o evento cultural é uma oportunidade para servidores e magistrados, como também familiares e a sociedade, apreciarem os outros papéis de quem faz a justiça acontecer diariamente.  “A ESMAM alcança a maturidade e se apresenta como uma das instituições de referência no país na formação e aperfeiçoamento dos profissionais que atuam no Judiciário, Sinto-me honrado de fazer parte dessa história”, declarou.

O evento foi prestigiado por desembargadores e desembargadoras, juízes e juízas, que assistiram às apresentações musicais e recitais poéticos e conferiram as exposições fotográficas e de artes plásticas.

ESMAM CULTURAL 2021 - desembargadores

Desembargadores Paulo Velten, Vicente de Paula, Joaquim Figueiredo, 

Jamil Gedeon, José Jorge, Nelma Sarney, Jorge Rachid e Froz Sobrinho

CONVIDADOS

Nesta edição, com o  apoio cultural do Governo do Estado, Potiguar, Equatorial, Golden Shopping e Construtora Franere, o projeto trouxe como convidados o cantor e compositor César Nascimento e Banda, além dos grupos folclóricos Lamparina e Ciranda de Roda, que animaram a festa com repertório de samba e outros ritmos populares, especialmente maranhenses, e espetáculo dançante.

 

ESMAM CULTURAL 2021 - César Nascimento

César Nascimento e Banda 

Telas do artista plástico maranhense Ithamar Monteiro Nunes - pintadas à mão livre, com técnicas a óleo, aquarela, caneta nanquim e caneta esferográfica – foram cedidas para exposição. O intelectual, professor de matemática, desenhista e arquiteto aposentado, atualmente reside no Asilo de Mendicidade de São Luís, onde mantém o seu acervo.

PRATAS DA CASA

Participando da mostra pela quarta vez, a analista judiciária Maria Arlinda Reis, da divisão de Serviço Social e Psicologia do Fórum de São Luís, teve sua poesia Interpretada pela atriz maranhense Gisele Vasconcelos. “Participar do ESMAM Cultural me ajudou a desinibir e acreditar mais no meu potencial. Passei a postar poesias nas redes sociais e a participar de concursos poéticos nacionais e internacionais. Neste ano, fui convidada a me tornar membro de duas academias literárias e a participar de antologias poéticas”, conta.

ESMAM CULTURAL 2021 - atriz maranhense Viviane Vasconcelos

Atriz maranhense GiseleVasconcelos interpretou poesia de Arlinda Reis 

Da mesma forma, a jornalista Irma Helenn Cabral, analista da Assessoria de Comunicação do TJMA, resolveu tornar públicas suas composições literárias, estreando a poesia Tentativa, que foi interpretada por sua filha, Maria Clara, de 13 anos. “Ainda não sou poeta, mas a poesia é meu exercício de concisão e, muitas vezes, meu lugar de encontro com a riqueza embutida no que parece insignificante, naquilo que não se pode exprimir com tanta lógica, como nos textos que escrevo no dia a dia da assessoria”, explicou.

O secretário judicial Guilherme Henrique Sampaio (Fórum de São Francisco do Maranhão), expôs a poesia Doméstica Violência.

DESCOBERTAS

Jurema Mamede, da diretoria de Auditoria Interna, também se revelou nessa edição, expondo pinturas a óleo em telas de sua autoria. “Uma arte apaixonante que descobri durante a pandemia de forma inesperada. Quero me aprimorar”, disse.

A servidora Georlinda de Jesus Ferro, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, foi destaque com sua Pratas da Casa,

ESMAM CULTURAL 2021 - Jurema Mamede

Jurema Mamede (de azul) expõs suas obras na Galeria Prata da Casa

NO PALCO

Longe das sessões de julgamento da 3ª Câmara Criminal, o desembargador Froz Sobrinho, arrancou aplausos do público, ao se unir aos servidores Alberto Trabulsi e Jacques Elray (ESMAM), para fazer os arranjos musicais de músicas dos anos 80.

Subiram ao palco Maria José Garcês (4ª Vara da Fazenda Pública), Michael Mesquita (Assessoria de Comunicação da Corregedoria de Justiça), Maria Divina Carvalho (3ª Vara da Família de São Luís), Jacques Elray (ESMAM) e Sheila Maria Araújo (Coordenadoria de Recursos Constitucionais), que teve música interpretada por sua filha Anna Julya.

O jornalista Heider Lucena atuou como mestre de cerimônia, e os intérpretes de LIBRAS, Jacinilde Estrela e Paulo Eduardo, traduziram todo o conteúdo para os deficientes auditivos.

ESMAM CULTURAL 2021 - Banda utopia - Froz Sobrinho

Desembargador Froz Sobrinho integra a banda Utopia

O público foi surpreendido com fotografias registradas por quem atende as demandas dos fóruns e unidades judiciais do Estado, como os servidores Alberto Jorge Souza Ferreira (Gabinete desembargador Marcelino Everton), Francisco Soares Reis Júnior (juiz da Comarca da Ilha), Wander Henrique Braga da Silva (FERJ), Jaques Elray Rodrigues (ESMAM) e Alberto Rachid Trabulsi Sobrinho (ESMAM).

35 ANOS  

Ainda para comemorar os 35 anos da ESMAM, foram realizados o Programa de Aulas Magnas com temática sobre Direito e Justiça, dirigidas pelo jurista Carlos Ayres Britto, os ministros do STJ Gurgel de Faria e Rogério Schietti, o advogado e jurista Eros Grau, o desembargador federal Ney Bello e o professor e filósofo Mário Cortella. Houve ainda seminário sobre Saúde Pública e Suplementar e Poder Judiciário como Garantidor da Democracia e dos Direitos Fundamentais; lançamentos de novos cursos de pós-graduação (stricto e lato sensu), Café Literário da Magistratura e o Projeto Pílulas de Conhecimento.

INOVAÇÃO

Na atual gestão, a escola judicial inovou com a ampliação da oferta de cursos de pós-graduação – mestrado, doutorado e 51 especializações – para o quadro funcional do Judiciário. Além de outras 97 atividades de formação continuada, treinamentos e cursos de extensão, totalizando 7.821 vagas ofertadas.

 

Agência TJMA de Notícias
asscom@tjma.jus.br
(98)3198-4370

GALERIA DE FOTOS