Corregedoria desenvolve ações estratégicas na Região Tocantina

28/06/2022
Márcio Rodrigo

Mutirão de julgamento de processos, Plano Tático, Correição Judicial, instalação do Projeto “Justiça de Todos” e visita técnica aos Juizados Especiais são algumas das ações estratégicas desenvolvidas pela Corregedoria Geral da Justiça (CGJ-MA), no período de 27 de junho a 1º de julho, na Região Tocantina. Com o fim de aperfeiçoar a prestação jurisdicional nas comarcas da região, o corregedor-geral da Justiça, desembargador Froz Sobrinho, designou uma força tarefa composta por juízes de Direito e assessores, que desenvolvem atividades em várias comarcas ao longo dessa semana.

Por meio do Núcleo de Apoio às Unidades Judiciais (NAUJ), a CGJ realiza um mutirão de sentenças na 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Imperatriz, com o objetivo de reduzir o quantitativo de processos físicos conclusos e aprimorar a qualidade dos serviços judiciais na unidade. Balanço parcial indica mais de 300 sentenças proferidas pelos magistrados Alessandro Figueiredo e Rodrigo Nina, e pela juíza Larissa Tupinambá. O NAUJ, desde que foi criado, já atuou em mais de 30 varas e comarcas.

Mutirão do NAUJ em Imperatriz trabalha no auditório do Tribunal do Júri.

Na Comarca de Senador La Roque, a juíza Tereza Nina e equipe da Coordenadoria de Planejamento Estratégico da Corregedoria realizam, nos dias 27 e 28, Plano Tático, que consiste no acompanhamento e análise conjunta das estatísticas processuais, da organização dos processos físicos, das rotinas de trabalho e do uso dos sistemas de informática, dentre outros aspectos pertinentes ao funcionamento da unidade judicial, identificando os problemas e propondo ações para superação das dificuldades detectadas.

Nesta segunda, 27, o juiz auxiliar Gladiston Cutrim também esteve na Vara Única da Comarca de Senador La Roque, cumprindo atividades previstas no Calendário Anual de Correições. Desta terça, 28, até o dia 1º julho, em Imperatriz, atua em correição na Central de Inquéritos e Custódia e na 1ª e 2ª varas da Fazenda Pública. O magistrado conta com o apoio da equipe de assessores da Divisão de Correições e Inspeções da CGJ.

A juíza coordenadora dos Juizados Especiais, Andréa Furtado Perlmutter Lago, também está em Imperatriz, onde, por determinação do corregedor-geral, realiza visita técnica no 1º e 2º juizados cíveis, no Juizado Criminal e na Turma Recursal Cível e Criminal. As informações vão servir de base para um estudo aprofundado sobre a divisão das atribuições e competência territorial dessas unidades. A magistrada também vistoria o cumprimento, pelos juizados, dos requisitos obrigatórios de acessibilidade e convênios realizados pelo Núcleo Socioambiental do Tribunal de Justiça do Maranhão.

Juíza Andréa Lago dialoga com secretário judicial do 1º Juizado Especial Cível de Imperatriz.

JUSTIÇA DE TODOS

Na próxima quinta-feira, 30, no termo judiciário de Ribamar Fiquene, pertencente à Comarca de Montes Altos, a Corregedoria Geral da Justiça instala a quinta sala do projeto “Justiça de Todos”, iniciativa que já é realidade nos municípios de Davinópolis; Governador Edison Lobão; Peritoró e Bacabeira.

Esse projeto objetiva ampliar o acesso à justiça, viabilizando aos jurisdicionados em geral, residentes nos municípios que são termos de comarcas, acesso mais próximo e de forma direta aos serviços do Poder Judiciário sem a necessidade de deslocamentos, ou por intermédio de interlocutores.

Por meio da sala do projeto é possível de participar de audiências por videoconferência no local que residem, evitando-se possíveis redesignações, possibilitando que os atos processuais sejam realizados de forma a reduzir tempo de duração do processo. Possibilitando, ainda, a interação do cidadão ou cidadã, com demais órgãos do sistema de justiça, tais como: Ministério Publico, Defensoria Pública e OAB.

 

Assessoria de Comunicação

Corregedoria Geral da Justiça

asscom_cgj@tjma.jus.br

GALERIA DE FOTOS