CGJ-MA faz visita técnica no TJRN e conhece sistema de gestão processual

COOPERAÇÃO 
10/12/2021
Assessoria de Comunicação/CGJ-MA

Uma equipe da Corregedoria do Tribunal de Justiça do Maranhão realizou visita técnica ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte na última segunda-feira (6/12) para conhecer o sistema de estatísticas e informações processuais GPS-Jus e outras iniciativas do TJRN e da Corregedoria Geral da Justiça do RN.

O juiz corregedor Marivaldo Dantas e a equipe da Secretaria de Gestão Estratégica (SGE) - secretária Maristela Freire, a servidora Karina Melo e o servidor Rodrigo Varela – apresentaram a ferramenta de gestão de processos ao juiz corregedor auxiliar Gladiston Cutrim, à assessora de informática da CGJ-MA, Danielle Mesquita, e ao chefe da estatística da CGJ-MA, Maycon Wendel. Eles falaram das funcionalidades da ferramenta, implantação, desenvolvimento, dificuldades iniciais e estágio atual de funcionamento.

De acordo com o juiz Marivaldo Dantas, o GPS-Jus foi indicado aos representantes do TJMA por alguns juízes corregedores do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) como sendo um sistema que mostra de forma clara as características das varas e ajuda na gestão. Para o magistrado potiguar, a importância da visita está na “possibilidade da troca de experiência entre tribunais e órgãos do Poder Judiciário, já que eles mostraram também o sistema deles de acompanhamento de processos”, comentou.

O juiz Gladiston Cutrim disse que a gestão processual é a melhor arma para o enfrentamento da alta demanda e controle do acervo processual. “O sistema GPS-Jus agrega todas as funcionalidades necessárias para o gerenciamento da unidade judicial e gabinetes de 1º e 2º grau, por isso viemos conhecer de perto o seu funcionamento e tentar aplicar no Maranhão a expertise de todos que contribuíram para o desenvolvimento desse sistema de gestão”, afirmou.

A equipe maranhense também visitou, na terça-feira (7), a Secretaria de Tecnologia da Informação para conhecer seu funcionamento. O magistrado maranhense também falou da importância desse tipo de cooperação entre Tribunais de Justiça para o Poder Judiciário. “A cooperação é um instituto permanente no Poder Judiciário e, por isso, nós devemos sempre buscar e valorizar as melhores práticas para obtenção de melhores resultados”, destacou o juiz corregedor auxiliar do TJMA.


Informações
Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte

GALERIA DE FOTOS

Corregedoria

ÚLTIMAS NOTÍCIAS ver mais


NOTÍCIAS RELACIONADAS