Portal do Poder Judiciário do Estado do Maranhão

BG Comunicados
Clique para fechar

DIVISÃO DE ESTATÍSTICA DA CGJ VAI PASSAR POR REFORMA

A Divisão de Estatística da CGJ informa que nos dias 22 e 23 de Agosto estará funcionado nas dependências da Coordenadoria de Planejamento e Aprimoramento da Justiça de 1º Grau, também instalada no prédio da Corregedoria, e atendendo pelo número (98) 3198-4635, em razão de procedimentos de pintura e manutenção de serviços de informática da sala em que funciona a divisão.  

Busca ▼

FAMÍLIA | Palestra sobre constelação sistêmica acontece amanhã no Fórum de São Luís

21
MAI
2019

11:18

A 3ª Vara da Família de São Luís promove nesta quarta-feira, 22, a palestra “Constelação sistêmica como ferramenta de conciliação de família”, às 14h30, no auditório do Fórum Des. Sarney Costa (Calhau). A palestrante será a consteladora e coach Cláudia Chaves, que abordará como essa ferramenta contribui para o Direito e como a Justiça está utilizando para auxiliar nos acordos processuais.

O evento, promovido pela 3ª Vara da Família de São Luís, é aberto ao público, mediante inscrição. Durante a palestra, a consteladora, por meio de dinâmicas vivenciais, demonstrará na prática como a metodologia da constelação sistêmica funciona nas famílias e como influencia as relações pessoais e os conflitos sociais.

Conforme Cláudia Chaves, a técnica psicoterapêutica criada pelo alemão Bert Hellinger, usada no Poder Judiciário em pelo menos 16 estados, mostra-se eficaz em conflitos relacionados à disputa de guarda de crianças, alienação parental, inventários e pensão alimentícia, entre outros. Ela lembra que essa ferramenta possibilita aos juízes oferecerem outras soluções ao litígio que não somente a sentença. “Permite que o conflito seja devolvido aos seus donos, para que eles próprios possam entendê-lo e buscar a pacificação”, acrescentou.

Durante a palestra, no auditório Desa. Madalena Serejo, será divulgado o projeto “A constelação sistêmica como ferramenta de conciliação no Direito de Família”, desenvolvido pela juíza titular Joseane de Jesus Corrêa Bezerra, na 3ª Vara da Família da Capital.

Cláudia Chaves disse que no Maranhão a juíza Joseane Bezerra é uma das maiores incentivadoras da utilização dessa ferramenta e que a magistrada aposta no projeto da constelação familiar como um valioso método de auxílio em suas audiências para a autocomposição das partes. Ela ressalta que a 3ª Vara da Família vem apoiando o trabalho das constelações com rodas processuais e mutirão das partes. “É um trabalho inovador, que exige, dedicação, persistência e amor, mas que já está dando seus frutos nas conciliações”, garante a palestrante.

Voluntária e uma das executoras do projeto na 3ª Vara da Família, desde 2017,Cláudia Chaves explica que os processos judiciais são escolhidos por assuntos como, por exemplo, pensão alimentícia. As partes são convidadas para as rodas de constelação, que acontecem no Fórum de São Luís mensalmente. “Nessas rodas é utilizada a constelação familiar e sua dinâmica, proporcionando aos participantes a percepção de seus emaranhamentos pessoais. Depois, são marcadas as audiências e as partes, nesse segundo momento, estão mais abertas à conciliação, conscientes das relações entre pais e filhos, do casal, além da importância do lugar de cada membro dentro da sua base familiar”, esclarece a consteladora.

Palestrante - Cláudia Chaves é pós-graduada em Ciências Criminais; tem formação em Constelação Sistêmica e Familiar; idealizadora de projetos comunitários em “Rodas de Culturas de Paz”, nos municípios de São Luís e Raposa, com temas de restauração de vínculos familiares e empoderamento de mulheres vítimas de violência doméstica. Também é especialista na orientação e capacitação de carreira de jovens advogados; professional e self coaching; e master practitioner licenciada em Programação Neurolinguística.

Mais informações sobre o evento pelo telefone (98) 98116-2757

 

Núcleo de Comunicação do Fórum Des. Sarney Costa 

Para acompanhar as notícias do Poder Judiciário, siga o nosso Twitter e curta nossa página no Facebook.

aspas É permitida a reprodução do conteúdo publicado neste espaço, desde que citada a fonte.aspas2