Portal do Poder Judiciário do Estado do Maranhão

BG Comunicados
Clique para fechar

7º JUIZADO CIVEL DE SÃO LUÍS SEM INTERNET

A Coordenadoria dos Juizados da CGJ comunica que o 7º Juizado Cível, localizado no Bairro Renascença, em São Luís, está sem internet na manhã desta sexta-feira (19). A previsão é de que as conexões sejam normalizadas após o meio dia de hoje.

Busca ▼
Juiz Haderson Resende Ribeiro, titular da Comarca de Dom Pedro, celebra união do casal de maior idade da cerimônia. (Fotos: Josy Lord/CGJMA).

Juiz Haderson Resende Ribeiro, titular da Comarca de Dom Pedro, celebra união do casal de maior idade da cerimônia. (Fotos: Josy Lord/CGJMA).

CASAMENTO COMUNITÁRIO | Judiciário formaliza a união de 211 casais em Dom Pedro e Gonçalves Dias

25
MAI
2018

09:28

Aos 61 anos de idade e juntos há mais de 20 anos, Solange Soares Nogueira e Marcelo de Jesus Pereira da Silva formaram o primeiro casal de noivos a se casarem em cerimônia comunitária realizada nesta quinta-feira (24), na comarca de Dom Pedro (318 km de São Luís). O Casamento reuniu 139 casais e foi celebrado pelo juiz titular de Dom Pedro, Haderson Resende Ribeiro, e pelos juízes Raniel Barbosa Nunes (Tuntum), Luiz Emílio Braúna Bittencourt (Arari), Tadeu de Melo Alves (Pindaré-Mirim), Cinthia de Sousa Facundo (Gov. Eugênio Barros), João Vinícius Aguiar dos Santos (Pinheiro), Glaucia Helen Maia de Almeida (Pres. Dutra) e Arianna Rodrigues Saraiva (Passagem Franca).

O evento reuniu cerca de 700 pessoas entre noivos, familiares e convidados e aconteceu no Fiori Eventos, contando com parcerias e apoio da Corregedoria Geral da Justiça (CGJ-MA), por meio da Coordenadoria Administrativa. Ainda na manhã desta quinta-feira (24), outro casamento comunitário com 73 casais foi realizado na cidade de Gonçalves Dias, termo judiciário de Dom Pedro. A cerimônia aconteceu às 11h, no CRAS.

Maria Giordana Pereira da Silva, de 16 anos, e Welington Santos Correa, de 18 anos, formaram o casal mais jovem e o segundo a trocar alianças no casamento de Dom Pedro. “Muitos não têm a oportunidade de realizar esse sonho e acredito que este dia está sendo muito especial para todos que estão aqui”, disse o noivo Welington. Segundo moradores, esse foi o primeiro casamento comunitário realizado na comarca nos últimos 20 anos, atendendo a uma espera de muitos casais que desejavam legalizar a situação civil.

O juiz Haderson Resende Ribeiro ressaltou a importância da criação e a realização dos casamentos comunitários, como forma de aproximação entre o Poder Judiciário e a sociedade e que representa uma união de esforços na busca por uma sociedade mais inclusiva e participativa. “Queremos parabenizar todos os corregedores que têm dado continuidade a esse projeto, assim como o seu idealizador”, destacou.

A juíza Maria Francisca Gualberto de Galiza, que participou do evento representando o corregedor-geral da Justiça, desembargador Marcelo Carvalho Silva, reforçou a relevância do projeto Casamentos Comunitários para o Poder Judiciário, que oportuniza a casais de todas as idades e classes alcançarem a realização do sonho do casamento. “É muito satisfatório ver os casais felizes comemorando esse momento”, falou.

SÃO LUÍS – Neste sábado (26), a CGJ-MA vai inscrever casais para a edição 2018 do Casamento Comunitário de São Luís, o maior do Estado, que acontece no dia 22 de setembro. As inscrições acontecem durante o projeto Ação Global deste ano, das 8h às 17h, no Multicenter Sebrae.

PROJETO – Instituído em 1999, pela Corregedoria Geral de Justiça do Maranhão, na gestão do desembargador Jorge Rachid, o “Casamentos Comunitários” é um projeto de cidadania, inclusão e justiça social. Em 2013, na gestão do desembargador Cleones Cunha, o projeto foi reformulado pelo Provimento nº 10/2013, que autorizou a abertura, pelos cartórios, de um livro específico para registro de atos necessários à realização dos “Casamentos Comunitários”. Todos os atos do projeto Casamentos Comunitários são gratuitos.

 

Assessoria de Comunicação

Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão

asscom_cgj@tjma.jus.br

www.facebook.com/cgjma

Para acompanhar as notícias do Poder Judiciário, curta nossa página no Facebook.

aspas É permitida a reprodução do conteúdo publicado neste espaço, desde que citada a fonte.aspas2