Portal do Poder Judiciário do Estado do Maranhão

BG Comunicados
Busca ▼
Ilustração.

Ilustração.

JÚRI | Judiciário em Alcântara marca julgamento de José Vicente Matias, o Corumbá

16
MAI
2018

14:20

O Poder Judiciário em Alcântara divulgou a data do Tribunal do Júri Popular que julgará José Vicente Matias, conhecido como "Corumbá", acusado de ter assassinado uma turista espanhola na Praia de Itatinga, localizada naquele município. O juiz Rodrigo Terças, titular da Comarca de Alcântara, marcou para o próximo dia 22, às 8 horas, a sessão de julgamento do acusado, que está preso no Estado de Goiás.

Segundo a denúncia oferecida pelo Ministério Público à época, José Matias teria de forma fria e cruel assassinado a turista espanhola, no dia 18 de março de 2005. De acordo com o documento, eles teriam se conhecido na Pousada Três Irmãos, em São Luís, e após ter conquistado a confiança da estrangeira, viajaram juntos de barco Catamarã para Alcântara.

Ao chegar na cidade histórica, fizeram fotografias nas ruínas dos prédios antigos, momento em que seguiram para a praia, onde ocorreu o crime. “O acusado confessa ter cometido o crime, com pauladas na cabeça da vítima”, finaliza o MP.

PAUTA DE JÚRIS – Nesta terça (15), foi realizada mais uma sessão de julgamento do Tribunal do Júri na Comarca de Alcântara. Juvêncio Araújo foi condenado a 13 anos de reclusão a serem cumpridos, inicialmente, em regime fechado no Presídio Regional de Pinheiro, acusado do assassinato da mãe de sua companheira, fato ocorrido no dia 13 de outubro de 2006.

Relata a denúncia, que após desentendimentos ocasionados por ciúmes, o acusado se armou com um facão e foi até a porta da casa de sua mãe, onde encontrou a companheira e a sogra, momento em que as discussões se intensificaram, culminando em uma luta corporal que resultou na morte da sogra do réu.

 

Assessoria de Comunicação

Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão

asscom_cgj@tjma.jus.br

www.facebook.com/cgjma

Para acompanhar as notícias do Poder Judiciário, curta nossa página no Facebook.

aspas É permitida a reprodução do conteúdo publicado neste espaço, desde que citada a fonte.aspas2