Portal do Poder Judiciário do Estado do Maranhão

BG Comunicados
Clique para fechar

4º JUIZADO CÍVEL DE SÃO LUÍS SEM TELEFONE

A juíza Marcia Cristina Coêlho Chaves, coordenadora dos juizados especiais do Estado, informa que as linhas telefônicas do 4º Juizado Cível e das Relações de Consumo de São Luís estão sem funcionar, temporariamente, devido às providências para a futura mudança de instalações desse órgão, para o Shopping Passeio - Cohatrac.

Busca ▼

Vara de Violência Doméstica e Familiar de Imperatriz promove “Corrida Pró-Mulher”

30
NOV
2017

09:49

Diversas atividades estão sendo desenvolvidas em Imperatriz, durante a Campanha dos "16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres", que tem como objetivo conscientizar a população sobre os direitos da mulher e combater a violência de gênero.

A programação, iniciada no dia 25 de novembro, será realizada até o dia 8 de dezembro (“Dia da Justiça”), reunindo diversos órgãos públicos que compõem a Rede de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres, e integrando a comunidade às ações programadas.

Dentre essas atividades, estão sendo desenvolvidas oficinas, palestras debates e rodas de conversas sobre a temática voltada às questões de gênero.

O Poder Judiciário da Comarca de Imperatriz somou esforços com os demais órgãos e por meio da Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, vai realizar,  no dia 3 de dezembro, a "Corrida Pró-Mulher 2017", de 5km, com concentração às 6h30 e saída do Fórum Henrique de La Rocque (Rua Rui Barbosa, s/nº. Centro), retornando para o mesmo local.

As inscrições dos interessados em participar podem ser feitas na ‘Top Sport” (Avenida Dorgival Pinheiro de Sousa, 611. Centro), em Imperatriz.

Para a juíza Ana Paula Araújo, titular da Vara da Mulher local, a corrida já faz parte do calendário de atividades da Campanha dos 16 dias de ativismo: “"A Corrida Pró Mulher é muito importante por mobilizar, simultaneamente, diversos atores da sociedade civil e poder público engajados no enfrentamento da violência contra a mulher, oportunidade que dá visibilidade a temática da desigualdade de gênero”.

REDE – As ações envolvem também os órgãos: Secretaria da Mulher; Casa Abrigo, CRAM, CRAS, CREAS, Defensoria Pública Estadual, Vara da Mulher, Promotoria Especializada da Mulher, Delegacia da Mulher, IML e Patrulha Maria da Penha.

 

Helena Barbosa

Assessoria de Comunicação

Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão

asscom_cgj@tjma.jus.br

www.facebook.com/cgjma

Para acompanhar as notícias do Poder Judiciário, curta nossa página no Facebook.

aspas É permitida a reprodução do conteúdo publicado neste espaço, desde que citada a fonte.aspas2