Portal do Poder Judiciário do Estado do Maranhão

BG Comunicados
Busca ▼
Juiz Rogério Monteles entregando documento a conciliador

Juiz Rogério Monteles entregando documento a conciliador

Conciliadores em Timon concluem curso de capacitação

28
DEZ
2015

10:04

O juiz Rogério Monteles da Costa, titular do Juizado Especial Cível e Criminal e coordenador do Centro Judicial de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC) de Timon, realizou a entrega de certificados aos concludentes do curso de formação de conciliadores voluntários. De acordo com o magistrado, dez conciliadores estarão aptos a atuar no CEJUSC de Timon, todos alunos do curso de direito da Faculdade Maranhense São José dos Cocais.

“No ato do recebimento do certificado de conclusão do curso, os conciliadores voluntários assinaram o termo de compromisso de exercer a função de conciliador voluntário no 1º CEJUSC de Timon, destacou Rogério Monteles.

Na solenidade também houve a entrega de certidão de tempo de serviço aos conciliadores voluntários que já exerceram suas funções junto ao 1º CEJUSC de Timon. Receberam o documento os conciliadores Davinson Filho e Julcinéia Moreira.

Entre as atribuições do conciliador voluntário estão: assegurar às partes igualdade de tratamento; não atuar em causa em que tenha algum motivo de impedimento ou suspeição; manter rígido controle dos autos de processo em seu poder; submeter após as sessões de conciliação as propostas de acordo à homologação pelo juiz titular; comparecer pontualmente no horário de início das sessões de conciliação e não se ausentar injustificadamente antes de seu término.

Deverá o conciliador, ainda, ser assíduo e disciplinado, bem como tratar com urbanidade, cordialidade e respeito aos magistrados, partes, membros do Ministério Público, advogados, testemunhas, funcionários e auxiliares da Justiça em geral.

 

Michael Mesquita

Assessoria de Comunicação

Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão

asscom_cgj@tjma.jus.br

www.facebook.com/cgjma

(98) 3198-4636/ 3198-4624

Para acompanhar as notícias do Poder Judiciário, siga o nosso Twitter e curta nossa página no Facebook.

aspas É permitida a reprodução do conteúdo publicado neste espaço, desde que citada a fonte.aspas2