Portal do Poder Judiciário do Estado do Maranhão

BG Comunicados
Busca ▼

Policial militar é condenado por homicídio em São Luis

22
AGO
2014

11:41

O 2º Tribunal do Júri de São Luís condenou o cabo da polícia militar Nelson Eduardo Sousa Lopes a 7 anos e 09 meses de reclusão pelo assassinato de Carlos Alberto da Silva Monte, no dia 13 de dezembro de 1998, no bairro da Coheb. O acusado acompanhado de Ernane Mendonça da Silva Sobrinho, também militar, mas que fora absolvido nesse mesmo julgamento, nas proximidades da Associação dos Moradores do Bairro da Coheb, por volta das 23h, avistaram a vítima e efetuaram tiros. Nelson Lopes, motivado por vingança, disse que a vítima teria praticado crime de roubo contra um parente seu.

O julgamento ocorreu no último dia 19 de agosto, na 2ª Vara do Tribunal do Júri de São Luís, e foi presidido pelo juiz Gilberto de Moura Lima que como efeito da condenação declarou a perda do cargo/função de policial militar do acusado. O réu poderá apelar da decisão em liberdade.

Mais júris - Os jurados do 4º Tribunal do Júri, no último dia 18 de agosto, condenaram Westen José Santos da Silva a 4 anos e 07 meses de reclusão pela tentativa de homicídio de Elton Cesar Aranha da Silva, após uma briga de bar no Anel Viário. O acusado teria ido até em casa e voltado com uma faca para cometer o crime. Já no dia 20 de agosto, Silvio Santos Pereira, acusado de tentar contra a vida de Hugo Delleon da Cunha Pereira, foi levado a júri popular, mas o Conselho de Sentença negou a tentativa de homicídio e o juiz decidiu pela desclassificação do crime para a conduta de lesão corporal.

Já o 3º Tribunal do Júri condenou Robson Rodrigo Costa Nunes a 2 anos e 02 meses de reclusão, pela tentativa de homicídio de Rayane Neves Abraham. O crime ocorreu no dia 19 de março de 2012, na residência da mãe do acusado que agrediu fisicamente a vítima, sua companheira, e disparou tiros, contudo a arma falhou. O motivo da tentativa de homicídio seria ciúmes. O julgamento foi presidido pela juíza Katya Coelho Dias.

O 1º Tribunal do Júri condenou Clemilson Martins de Sousa a 9 anos e 06 meses de reclusão pelo assassinato do seu próprio pai, Francisco Moreira de Sousa e tentativa de homicídio da sua mãe, Ana Rosa Ribeiro Martins. O acusado cometeu os crimes no dia 27 de março de 2004 na sua residência atingindo as vítimas com arma de fogo.

Réu confesso, Clemilson Sousa, já teria jurado o pai de morte, o relacionamento entre pai e filho era conflituoso. Durante uma discussão com uma pessoa que acusava Clemilson Sousa de ter furtado uma camisa e carteira, o pai do acusado o repreendeu o que acabou motivando a fúria do filho. Após a discussão, o réu saiu de casa e retornou com uma arma efetuando vários disparos contra o pai e a mãe. O julgamento, ocorrido no dia 18 de agosto, foi presidido pelo juiz Ernesto Guimarães Alves.

 

Núcleo de Comunicação

Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão

asscom_cgj@tjma.jus.br

www.facebook.com/cgjma

(98) 3198-4636/ 3198-4624

Para acompanhar as notícias do Poder Judiciário, siga o nosso Twitter e curta nossa página no Facebook.

aspas É permitida a reprodução do conteúdo publicado neste espaço, desde que citada a fonte.aspas2